Executar o contrato

 

Cabe à contratada executar o contrato conforme o previsto, não somente no que tange à prestação de serviço, mas também à disponibilização do imóvel locado.

 

Há necessidade de nomear fiscais?

 

O gestor de contratos decidirá, de acordo com a complexidade do contrato recebido, sobre a necessidade ou não de nomear fiscais para auxiliá-lo.

 

Receber o contrato e ferramentas de gestão do setor de contratos

 

O gestor de contratos irá receber cópia do contrato e ferramentas de gestão do setor de contratos para que possa analisá-lo.

 

Ler o contrato e orientações do setor de contrato

 

O Gestor de contratos deverá ler o contrato e orientações do setor de contrato, afim de se colocar a par do processo de gestão e poder executá-lo com clareza.

 

Acompanhar a execução do contrato

 

Sozinho ou acompanhado do Fiscal de contratos, o gestor deverá acompanhar a execução do contrato conforme disposto no contrato,  nas ferramentas de gestão do setor de contratos e nas orientações do setor de contrato. Cabe a este, conferir minuciosamente se os serviços estão sendo prestados conforme as condições contratadas e/ou se os espaços locados estão disponíveis conforme contratado.

 

Seguir processo de ocorrências contratuais

 

Caso hajam problemas durante a execução do contrato, o Gestor deverá seguir o processo de ocorrências contratuais (descrito em outro mapeamento, específico do assunto).

 

Seguir processo de acompanhamento de prazos

 

Caso não hajam problemas durante o cumprimento do contrato, o gestor de contratos deverá seguir o processo de acompanhamento de prazos.

 

Encaminha documentos para o arquivamento

 

Frente ao encerramento do contrato, o gestor de contratos deverá encaminhar os documentos para o Setor de Contratos, afim de realizar o arquivamento do processo.

 

Há necessidade de nomear fiscais?

 

De acordo com a complexidade e o tipo de contrato o gestor avaliará a necessidade de nomear fiscais para lhe auxiliar realizando atividades de fiscalização contratual.

 

Nomeia fiscais

 

Caso haja necessidade, o Gestor de contratos nomeará fiscais para trabalharem consonantes a ele.

 

Encaminha contrato e ferramentas de fiscalização ao fiscal

 

O gestor de contratos deverá encaminhar ao(s) fiscal(s) o contrato e ferramentas de gestão, enviados pelo Setor de contratos, para que este se coloque a par de suas tarefas no cargo.

 

Receber contrato e ferramentas de fiscalização

 

O fiscal de contratos receberá o contrato e ferramentas de fiscalização, enviados pelo Gestor de contratos, para analisá-los.

 

Ler o contrato e orientações de fiscalização

 

O fiscal de contratos deverá ler o contrato e orientações de fiscalização para que compreenda e execute corretamente sua função no processo.

 

Fiscalizar a execução do contrato

 

Nomeado um ou mais fiscal(is), este(s) será(ão) responsável(is) por auxiliar o gestorna fiscalizão da execução do contrato, zelando pelo cumprimento de todas as cláusulas contratuais e mediando o relacionamento com a(s) contratada(s).

 

Seguir processo de ocorrências contratuais

 

Caso hajam problemas durante a execução do contrato, o Fiscal deverá seguir o processo de ocorrências contratuais (descrito em outro mapeamento, específico do assunto).

 

Encaminha documentos para o arquivamento

 

Frente ao encerramento do contrato, o fiscal de contratos deverá encaminhar os documentos para o gestor de contratos, este posteriormente enviará ao Setor de Contratos, afim de realizar o arquivamento do processo.

 

Recebe e arquiva documentos

 

O Setor de contratos receberá e arquivará os documentos relativos ao contrato que se findou.O prazo de guarda dos documentos no setor deverá ser consultado junto ao órgão responsável pelo sistema de arquivo na UFJF (arquivo central).


 

Gestão e fiscalização de contratos  início 1-1.1.png

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *